SETOR DO TURISMO TEM O FIM DO ANO AGITADO

NOVA FRIBURGO C&VB LANÇA CAMPANHA PARA DIVULGAR ATRATIVOS TURÍSTICOS DA CIDADE
22 de outubro de 2021
LEI DE INCENTIVO CELEBRA NÚMERO RECORDE DE PROJETOS APRESENTADOS EM 2021
22 de outubro de 2021
Compartilhe

O Brasil deve ter cerca de 80 feiras e eventos de negócios até o fim deste ano. É o que aponta um levantamento realizado pela União Brasileira de Feiras e Eventos de Negócios (Ubrafe) junto aos centros de convenções, congressos e pavilhões de feiras associados à organização em todo o país. Até dezembro, eventos como a 9ª Corrida Rolling Stone e a Feira Nacional de Artesanato devem movimentar a cadeia turística de alguns estados e gerar movimentação econômica para o país.

Em Alagoas, por exemplo, são esperados mais de 9 mil turistas que participarão de feiras, simpósios, congressos e competições esportivas. A expectativa é de que estes turistas gastem em média R$ 1 mil por dia. Entre os eventos a serem realizados no estado estão, a Conferência de Futebol do Nordeste (Confut), que abrirá a temporada de eventos em Alagoas, e o 57º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica, que acontece na primeira semana de novembro, que tem a expectativa de receber até 1,5 mil participantes.

Dados do Ministério do Turismo apontam que a receita gerada por visitantes estrangeiros que vêm ao Brasil a negócios é 33,4% maior que para viagens a lazer. Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, a retomada deste setor é de extrema importância para e economia do país. “O setor de feiras e eventos foi um dos mais atingidos pela pandemia, e ver esta previsão empolga os trabalhadores deste segmento, que é tão relevante para os números do turismo mundial. Isso só mostra que o nosso trabalho tem dado certo e continuaremos a fazê-lo”, destacou.

Recentemente, algumas cidades e estados do país começaram a liberar a realização de eventos com maior número de pessoas. É o caso da Bahia, que publicou decreto este mês autorizando a realização de atividades com a presença de público de até mil pessoas em feiras, parques de exposições etc. O Rio de Janeiro foi outro destino que liberou a realização de atividades deste porte, desde que seja limitado em 500 participantes. Em agosto, Belo Horizonte (MG) autorizou feiras exposições, congressos e seminários corporativos com até 800 pessoas.

Ainda segundo a Ubrafe, a expectativa é que para o ano de 2022, o país tenha um calendário pleno com mais de 700 feiras e eventos de negócios. O lançamento da lista de feiras e eventos da Ubrafe para o ano que vem tem previsão de divulgação a partir da segunda quinzena de novembro.

Os comentários estão encerrados.

Translate